Navigation Menu+

Diário de Bandeja Cap. 4

Instalação, 2008. Dimensões variáveis.
Vitrine, móveis e objetos diversos, tinta branca.
Montagem na vitrine da Galeria de Arte Amparo 60, Recife, 2008.

Numa vitrine, é montado um quarto de casal cujos móveis e objetos são brancos e foram violentamente destruídos. No centro da cama, evidencia-se um falo, que se erige em meio à palidez desmantelada do ambiente; ao fundo, numa moldura de vidro quebrado, percebe-se um desenho do qual salta, do branco do papel, uma fenda vermelha. O falo e a fenda rompem com a alvura caótica da cena, estabelecendo relações entre si, com o espectador e com a situação destroçada dos demais objetos.

 

Ler texto de Clarissa Diniz >