Navigation Menu+

Assinalações


Videoinstalação, 2001. Dimensões variáveis.
Cadeiras, cubos e mesa de madeira; cabelo humano; projeção audiovisual.
Montagem no Museu da Abolição, Recife, 2001.

Ambiente conformado por mobiliário de traços ortogonais, atravessado pela presença de cabelo humano. De um lado, bolas de cabelo ocupam cadeiras e cubos brancos; de outro, uma mesa é recoberta por mechas de cores e texturas diversas. O embate entre índices orgânicos — fios de cabelos descontextualizados de seus respectivos corpos — e certa racionalidade funcional é encenado também no vídeo que se projeta no espaço, no qual bolas de cabelo agressiva e exaustivamente se debatem contra o olhar do espectador. O público se torna, assim, alvo da pulsão de violência da ação, estando simultaneamente incorporado e distanciado da mesma através da tela de projeção, anteparo que se revela paulatinamente à medida que as pancadas fazem liberar, das bolas de cabelo, uma substância viscosa que, por sua vez, turva a imagem.